Publicado em: qui, abr , 2014

Turista perde o dedo ao ser atacado por piranhas em Goiás

Piranhas de caldas

O servidor público Marcelo Abrahão de Oliveira, 44 anos, diz que sofreu um ataque de piranhas ao nadar no Lago Corumbá, em Caldas Novas, a 145 quilômetros de Goiânia. O ataque aconteceu na última sexta-feira (18/04).

Morador de Goiânia, o turista diz que estava na cidade com um grupo de amigos e eles foram andar de lancha no Lago Corumbá. Ao chegar nas proximidades de uma cachoeira, o servidor público decidiu nadar.

“Não tinha ninguém na água, mas uma garota e eu decidimos nadar. Pouco tempo depois que entrei, senti uma fisgada forte no pé e percebi que estava sangrando. Mas só fui ver que meu dedo tinha sido arrancado quando subi de volta na lancha”, relatou.

Após o ataque, Marcelo foi levado para um hospital na cidade, onde foi medicado e passou por exames, que comprovaram que ele perdeu metade de um dos dedos. Ainda na sexta-feira ele foi liberado e voltou para casa na capital. Desde então, precisa fazer curativos no local para evitar infecções.

Segundo ele, ninguém os avisou sobre os perigos de nadar no local e não havia sinalização alertando sobre a presença de piranhas.

Procurado, o secretário de Comunicação da Prefeitura de Caldas Novas, João Paulo Teixeira, informou que o lago não possui áreas públicas e que todo o acesso é feito por meio de propriedades privadas. Sendo assim, não cabe à administração municipal colocar placas ao longo do local.

(Com G1)