Publicado em: qui, maio , 2017

Prefeitura suspende recurso da APAE e vereador Leirso reage


A APAE (Associação de Pais e Amigos Excepcionais) de Jaraguá passa por momentos delicados com respeito às finanças de manutenção. Com a sede pronta, construída com ajuda de vários seguimentos sociais, incluindo recursos oriundos de ações do Ministério Público de Goiás, as contribuições são importantes para manter os educandos.

Mesmo tendo um ônibus pago pela prefeitura para transportar os alunos, a instituição beneficente e associativa teve o recurso na ordem de R$ 1.800 (mil e oitocentos reais) suspensos, além de um valor na ordem de R$ 800.00, oriundo da Fundação Grace Machado, totalizando um valor de R$ 2.600 (dois mil e seiscentos reais) mensal.

Segundo a Diretora da APAE, Marizete Lobo, deve haver uma reunião com a primeira-dama Rúbia Oliveira para discutir o impasse, já que a instituição carece de ajudas de todos, inclusive de governos e da sociedade civil.

Na sessão da Câmara desta terça-feira (17), o vereador Leirson Cordeiro (PSB) disse que a suspensão do convênio prejudica muito os alunos, e que a prefeitura poderia rever o processo e voltar com o incentivo.

Congresso das APAES do Estado de Goiás

Por outro lado, nesta quinta-feira (18) acontece em Jaraguá o VIII Congresso das APAES do Estado de Goiás, evento que será realizado no espaço de eventos Arruda, na Vila São José.

Diversas autoridades da educação e da saúde estarão reunidas no congresso, onde vários temas serão discutidos, incluindo na pauta o V Fórum de Autodefensores e o III Seminário sobre Síndrome de Down. O credenciamento acontece às 16:00h, com abertura as 18:00 horas

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail