Publicado em: ter, jun , 2014

População bloqueia BR-070 para pedir melhorias

protesto-br
Moradores de Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, bloquearam a BR-070 nesta segunda-feira (9). Eles reclamam da má qualidade de diversos serviços públicos, como saúde, educação e transporte. O protesto começou no início da manhã e só terminou às 18h.

A Polícia Rodoviária Federal interditou o trânsito um quilômetro antes do protesto para evitar mais transtornos e acidentes. Passageiros dos ônibus que passam pelo local tiveram que seguir o caminho até o trabalho a pé, já que nem o transporte coletivo conseguia passar pelo bloqueio.

Os manifestantes interditaram a BR-070 com pneus, madeira e móveis velhos e atearam fogo, interditando o tráfego nos dois sentidos da rodovia. De acordo com os moradores, eles querem maiores investimentos em escolas e mais ônibus de transporte coletivo.

A prefeitura da cidade informou que uma equipe foi até o local para discutir soluções com os manifestantes, mas os secretários não encontraram os líderes do movimento, o que dificultou as negociações. Ainda de acordo com a administração municipal, já foi feito um pedido junto a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) para que cobre das empresas de ônibus melhorias no serviço.

Porém, os moradores da região afirmam que os problemas também abrangem outras áreas de infraestrutura. Segundo alguns manifestantes, também não há iluminação pública na rodovia, o que aumenta o risco de acidentes e assaltos. Além disso, o esgoto corre a céu aberto, causando doenças nas crianças.

Sobre essas reclamações, a administração municipal informou que uma empresa já foi licitada para fazer as obras de infraestruturas necessárias, como asfalto e saneamento básico. As obras devem começar nas próximas semanas.

O batalhão de Choque da Policia Militar foi enviada até o local para dispersar os manifestantes após 12 horas de protesto e pista bloqueada. Durante o ato, 10 pessoas foram presas e quatro menores apreendidos, segundo a Polícia Civil. Um dos adolescentes foi encaminhado para a delegacia por quebrar o para-brisa de um carro da polícia. As 14 pessoas assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberadas.

G1 Goiás