Publicado em: ter, maio , 2014

Polícia apreende drogas, celulares e pen drives em presídio

pen-drive
Drogas, facas, tesouras, celulares e até pen drives. Esses foram alguns dos objetos encontrados com detentos durante revista deita pela polícia nesta segunda-feira (19) no Presídio de Sarandi, em Itumbiara, região sul de Goiás. Cerca de 45 servidores da Secretaria de Administração Penitenciaria e Justiça (Sapejus) participaram do trabalho, entre eles, 11 homens do Grupo de Operações Penitenciárias (Gope).

O presídio é considerado o maior da região sul do estado. Segundo o gerente regional da Sapejus, Leopoldo de Castro Coelho, 320 reeducandos foram revistados. A princípio, ele acredita que os objetos possam ter chegado até os presos.

“A própria visita pode estar introduzindo esses materiais e adentrando na unidade. Outra situação seria o arremesso desses materiais ilícitos na unidade prisional, em decorrência de ser um local ermo e distante do centro urbano. E não podemos descartar a questão do servidor que, quando identificado esse desvio de conduta, é penalizado”, explica.

Alguns dos materiais, como os pen drives e os chips dos aparelhos celulares serão encaminhados para o serviço de inteligência da Sapejus para saber se os presos se comunicavam entre si ou com pessoas de fora da cadeia.

Atualmente, a cadeia de Sarandi abriga quase 70 presos a mais que a sua capacidade.

G1 GO