Publicado em: seg, maio , 2014

Palmeiras bate Vitória fora e se aproxima do G-4

Palmeiras
Quem foi ao estádio certamente não gostou do que viu. No jogo que reuniu dois times recheados de problemas, desfalcados e comandados por técnicos interinos, o Palmeiras levou a melhor, bateu o Vitória por 1 a 0 e conseguiu se aproximar do G-4 do Brasileirão, alcançando o seu terceiro triunfo consecutivo.

Com a vitória no estádio de Pituaçu, o Palmeiras chegou a nove pontos, assumindo a sexta colocação. O time baiano, por sua vez, permanece com cinco, agora na 15ª colocação, só um ponto acima da zona do rebaixamento.

O jogo se desenhava difícil para os dois times e também para as torcidas. Vitória e Palmeiras estiveram longe de encantar no Campeonato Brasileiro até agora e, como se não bastasse, empilhavam desfalques para o confronto deste domingo.

No time paulista, Valdivia puxou uma lista que teve Leandro, William Matheus e Wendel, enquanto o Vitória sofreu sem Ayrton, Luiz Gustavo, Vinícius, Souza, Dinei e Cáceres. Era muito para dois times em transição, que entraram em campo sob o comando de técnicos interinos.

O resultado dessa mistura foi um primeiro tempo sofrível. O Palmeiras, que foi ofensivo nos últimos jogos sob o comando de Alberto Valentim, parou em uma marcação especial do Vitória, montada com um meio-campo tão fechado que sobrava para os zagueiros Lúcio e Marcelo Oliveira a armação do time.

É claro que, nesse cenário, as coisas não funcionaram para o Palmeiras. Em vez de ajudar na construção de jogadas, a dupla alviverde por vezes deu susto na torcida ao vacilar na saída de bola. Por sorte, o Vitória não fez quando teve a chance com Marquinhos, que completou um cruzamento perto do gol de Fábio.

Pior ainda, o Vitória, mesmo sem a mesma pressão, fazia igual em seu campo de defesa. Aos 31 minutos, Wilson tentou dar um chutão e por pouco não foi surpreendido por Henrique, que chegou dividindo a bola e deu um susto na torcida baiana.

Para sair um gol, era necessário um golpe de sorte, que caiu no colo do Palmeiras. No início da etapa final, aos 4 minutos, Marquinhos Gabriel arriscou de primeira de fora da área, contou com um desvio na zaga e viu a bola morrer no fundo das redes.

A vantagem era o que o Palmeiras precisava. Depois de fazer 1 a 0, o time paulista diminuiu o ritmo. O Vitória, como não poderia deixar de ser, tentou atacar, mesmo com toda a sua dificuldade. A melhor chance dos rubro-negros foi aos 10 minutos, quando Caio driblou Lúcio na entrada da área, bateu firme e viu Fábio fazer grande defesa, espalmando para escanteio.

O goleiro palmeirense, que ganhou a titularidade após a lesão de Fernando Prass, ainda se destacaria outras vezes até o apito final, especialmente em chutes de longe. O Vitória, sem muito poder ofensivo, não conseguiu furar o bloqueio alviverde. 

Agora, o Palmeiras volta a São Paulo apreensivo com o fim da rodada de entrevistas que decidirá o novo treinador do clube. Ricardo Gareca, ex-treinador do Vélez, da Argentina, pinta como favorito ao posto que era de Gilson Kleina.

Com ou sem um novo chefe, porém, o elenco alviverde receberá o Figueirense na próxima quinta. No mesmo dia, o Vitória volta a jogar em casa, dessa vez contra o Atlético Mineiro.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA X PALMEIRAS
Data:
18 de maio de 2014, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
Gol: Marquinhos Gabriel, aos 4 min do 2º tempo

VITÓRIA: Wilson; Nino Paraíba, Alemão, Matheus Salustiano e Juan (Mansur); Neto Coruja, José Welison e Mauri (Léo Costa); Marquinhos, Caio e Alan Pinheiro (William Henrique).
Técnico: Carlos Amadeu

PALMEIRAS: Fábio, Wellington, Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; Renato, Wesley e Mendieta (Victor Luis); Marquinhos Gabriel (Mazinho), Diogo e Henrique.
Técnico: Alberto Valentim

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail