Publicado em: ter, abr , 2014

Motoristas ocupam vagas reservadas para deficientes

Trânsito em Jaraguá
As vagas de estacionamento para idosos e deficientes, reservadas na frente das agências do Banco do Brasil e Bradesco, em Jaraguá, ainda precisa ser fiscalizadas pelos órgãos de trânsito.

Sem ações que possam servir de exemplo para os motoristas que infringem as leis, como as multas e até a apreensão do veículo, o problema ainda está longe de ser resolvido; é o que parece em Jaraguá, a cidade das confecções.

A falta de estacionamento na região central da cidade, principalmente próximo das agências bancárias, é o principal motivo que leva os motoristas em desrespeitar as vagas reservadas.

Os motoristas de Jaraguá ainda não estão habituados a usar os estacionamentos privados, onde pagam em torno de R$ 2.00 por um período de duas horas, em média, o que representaria, caso fosse usados, em mais vagas e, consequentemente — os espaços reservados para os deficientes estariam sempre livres.

Em uma das fotos tiradas por nossa produção frente ao Banco do Brasil, um veículo tinha em seu interior, visível no para-brisa — uma faixa de autorização, indicando que e a vaga estava sendo usada por uma pessoa idosa.

Essa é a regra que deveria ser aplicada em Jaraguá, onde os fiscais não teriam trabalho para vistoriar as vagas, ou seja, criando etiquetas previamente cadastradas pela SMT (Superintendência Municipal de Trânsito).

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail