Publicado em: seg, jun , 2014

Maternidade troca bebês e família exige teste de DNA

troca-bebes
Uma confusão na Santa Casa de Misericórdia de Anápolis, a 55 km de Goiânia, levou o pai de uma recém-nascida a exigir que o hospital realize um teste de DNA para comprovar a paternidade. De acordo com o comerciante Divino Pereira de Souza, a filha dele e outra menina foram trocadas logo após o nascimento. “Conversei com uma enfermeira e ela me confirmou que houve a troca”, afirmou.

Segundo ele, as enfermeiras se confundiram com as roupas dos bebês, que nasceram no mesmo dia e horário, e as levaram para os quartos errados, logo após o exame do teste do pezinho. Depois, ao perceberem o engano, a equipe voltou atrás e destrocou as meninas. “Elas confundiram as roupinhas, mas notaram depois”, disse o pai.

Acompanhante de uma das mães, Adriana Pereira da Silva conta que todos ficaram muito assustados ao perceberem o erro. “Eles chegaram com outra menina com cabelo preto, diferente, e eu falei que não era aquela. Fiquei muito preocupada na hora”, relata.

Em nota, a Santa Casa de Misericórdia informou que lamenta a troca dos bebês e informou que vai fazer o exame de DNA. O hospital ressaltou, ainda, que fará uma investigação sobre o caso “de maneira transparente”.

Divino diz que o exame é importante para evitar futuros problemas. “Tem que fazer, porque depois elas crescem e vira uma confusão. Eu espero que isso não se repita com outras famílias”, ressaltou.

G1 GO

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail