Publicado em: ter, abr , 2014

Coleta do lixo em Goiânia só terá melhora em julho

Comurg
Moradores de vários bairros de Goiânia enfrentam há meses  problemas na coleta de lixo. Para tentar contornar principalmente o problema do mau cheiro, alguns têm adotado medidas como congelar alimentos antes de jogar no lixo e até usar máscara para sair nas ruas.

Dentre as pessoas que vêm sofrendo com os problemas do serviço está Manoel Francisco da Silva, morador do Setor Nova Esperança. Após dias sem coleta, ele e vizinhos começaram a usar máscaras que tampam o nariz para minimizar os efeitos do mau cheiro e como uma forma de protesto contra o serviço prestado. “É muito desconfortável, principalmente sem máscara. O mau cheiro aqui está insuportável mesmo”.

O serviço de coleta de lixo só deve ser completamente normalizado em junho, segundo o novo presidente da Companhia Municipal de Urbanização de Goiânia (Comurg), Nelcivone Melo. “Essa normalização só vai acontecer quando tivermos uma reposição da frota, com os caminhões novos que estão em fase de montagem e, em seguida, talvez já partir para a compra de novos caminhões”, afirma.

A comerciante Dalva Oliveira, que tem um supermercado no Setor Parque Anhanguera, reclama da irregularidade da coleta de lixo. “Está difícil trabalhar porque a gente tem o mercado, tem padaria, açougue e vai acumulando o lixo e fica daquele jeito, fica com mau cheiro. Não está tendo a coleta regular. Era para passar sexta-feira (18) e não passou”, afirma.

Três dias depois do previsto, o caminhão da coleta por fim passou no bairro nesta segunda-feira (21). Porém, para a decepção dos moradores, não recolheu todos os sacos de lixo. “Ficou para trás hoje. Isso é comum, recolhe essa parte de cá e na outra semana recolhe a parte de lá, e o lixo fica na calçada”, relata a secretária Vanessa Brito.

Diante da situação, uma moradora do Setor Panorama Parque desenvolveu técnicas para evitar o mau cheiro em casa: “Às vezes, eu ponho no saquinho, deixo congelando e depois que eu jogo, carne, essas coisas, para não ficar tão bichado”.

Enquanto isso, em um pátio da Comurg, 25 caminhões compactadores estão inutilizados há quase dois anos. Faltam peças, pneus e até motores para os veículos que já foram comprados e passam por montagem. De acordo com a companhia, os caminhões devem ser leiloados e darão lugar aos novos veículos. Atualmente, a coleta do lixo é feita por um serviço terceirizado pela prefeitura.

Em nota, a Comurg afirma que a coleta de lixo no Jardim Nova Esperança é feita terça-feira, quinta-feira e sábado. Porém, neste final de semana, parte da coleta foi feita no sábado e concluída no domingo. A Comurg pede aos moradores que só coloquem o lixo na rua nos dias das coletas.

JA Goiás

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail