Publicado em: seg, maio , 2017

Clayson marca dois e Ponte goleia Sport


Depois de fazer uma ótima campanha no Campeonato Paulista, a Ponte Preta também mostrou sua força no Campeonato Brasileiro, neste domingo (14). Em casa, o time estreou na competição com vitória imponente por 4 a 0, sem dar chances para o Sport. 

O jogo começou equilibrado. Mesmo fora de casa, o Sport não ficou só na defesa e criou perigo na frente. Mas as melhores chances foram da Ponte. Lucca desperdiçou duas boas oportunidades antes de abrir o placar aos 39min. Apenas cinco minutos depois, Nino Paraíba ampliou a vantagem da equipe da casa.

No 2º tempo Ney Franco fez alterações no ataque e tentou de tudo para deixar o Sport mais perigoso, inclusive trocando um volante por um atacante. A Ponte recuou para administrar o resultado, mas ainda conseguiu dois gols com Clayson, que pode ser apresentado como reforço do Corinthians essa semana ainda. Primeiro ele fez de pênalti, aos 27min. Depois, nos acréscimos, aproveitou passe de Nino Paraíba e finalizou de primeira para a rede.

Na próxima rodada do Brasileiro a Ponte enfrentará o Botafogo, fora de casa, no domingo (21). Já o Sport terá pela frente o Cruzeiro, em casa, no mesmo dia. Antes, na quarta-feira (17), o time pernambucano começará a disputar a final da Copa do Nordeste, contra o Bahia, em casa.

O melhor: Lucca

Sem Pottker, a Ponte aposta todas suas fichas em Lucca como homem gol neste começo de Brasileirão. E no começo parecia que ele ia decepcionar: aos 19min, teve grande sozinho na área, mas chutou para longe. Aos 26min, ficou frente a frente com Magrão, mas finalizou fraco demais. Porém, aos 39min, após cobrança de escanteio de Ravanelli, ele cabeceou com sucesso para o gol. Além disso, Lucca também participou bastante do jogo, criou chances e preocupou a defesa do Sport.

Baixinho

Nino Paraíba tem apenas 1,68m de altura e conseguiu fazer gol de cabeça. Ele apareceu de surpresa na área, aproveitou um bom cruzamento do estreante João Lucas e mandou a bola para rede.

Antes, aos 28min, Nino tinha reclamado bastante de um pênalti não marcado pelo juiz. O lateral foi um dos jogadores mais perigosos da partida.

De saída

Os últimos dois gols da Ponte foram simbólicos, porque podem ter sido os últimos de Clayson pela Ponte Preta. Ele está com negociações adiantadas para defender o Corinthians. Nas comemorações o atacante vibrou muito e teve o nome bastante cantado pela torcida.

Depois do jogo, ele despistou: “não sei se foi meu último jogo na Ponte. A diretoria e meu empresário estão conversando. Enquanto eu estiver na Ponte, vou honrar essa camisa”, afirmou em entrevista ao Premiere.

O pior: Osvaldo

O experiente atacante, ex-São Paulo e Fluminense, estreou pelo Sport e era esperança no ataque. Mas na prática ele sentiu a falta de entrosamento, cometeu erros, ficou muito preso em campo e pouco participou das jogadas.

Protesto

Jogadores de Ponte e Sport aderiram ao protesto contra mudanças trabalhistas na Lei Pelé, que regula os vínculos entre jogadores e clubes. Assim como vários outros atletas fizeram na rodada, eles também usaram faixas pretas nos braços. Eles são contra a alteração no repasse aos jogadores do chamado “direito de arena”, que remunera os atletas que têm jogos transmitidos na TV.
 

PONTE PRETA x SPORT

Local: Estádio Moisés Lucarelli 
Data: 14/05/2017
Árbitro:  Marcos Mateus Pereira 
Cartões amarelos:  Samuel Xavier (SPO), Rodrigo (SPO)
Gols: Lucca, aos 39min do 1º tempo; Nino Paraíba, aos 44min do 1º tempo, Clayson, aos 27min do 2º tempo e aos 46min do 2º tempo.

PONTE PRETA
Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Kadu e João Lucas (Fernandinho); Naldo, Élton, Jadson (Wendel) e Ravanelli (Xuxa); Clayson e Lucca.
Técnico: Gilson Kleina

SPORT
Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Igor Ribeiro e Evandro; Neto Moura, Rodrigo (Lenis) e Éverton Felipe; Rogério (Juninho), André e Osvaldo (Fabrício)
Técnico: Ney Franco