Publicado em: sex, jun , 2014

Abertura da Copa tem bola ‘viva’ e música

Copa Brasil
A Fifa não conseguiu dar à cerimônia de abertura o padrão que exige dos países que abrigam a Copa do Mundo, ao menos no quesito empolgação do público, que só se manifestou em massa mesmo nesta quinta-feira, na Arena Corinthians, em São Paulo, quando o serviço de som pediu aplausos aos brasileiros. O coro foi direto contra a presidenta da República: “Ei, Dilma, vai tomar no c…”.

Já era o fim da festa, que transcorreu sem nenhum problema e teve, entre outras coisas, muita música, com direito a forró, axé e a oficial da Copa, We Are One, quando a maioria da torcida cantou a frase contra a chefe do estado brasileiro.

Copa Brasil2

Embora tenha confirmado presença no estádio, Dilma Rousseff não foi vista em nenhum momento nos telões e também não discursou. Segundo o colunista da revista “Veja” Lauro Jardim informou na quarta, não aparecer era parte da estratégia do Palácio do Planalto para evitar uma possível vaia, principalmente por conta do ano eleitoral.

Não deu certo. Mesmo sem ter sua imagem vista, a presidenta da República acabou hostilizada. Em 2013, na Copa das Confederações, ela já havia passado por grande constrangimento na abertura, quando, ao lado do presidente da Fifa, Joseph Blatter, foi vaiada em massa.

Cerimônia

A ideia da cerimônia foi homenagear os tesouros mais apreciados do Brasil, que segundo a Fifa são a natureza, as pessoas e o futebol, cada um deles representado artisticamente por personagens e adereços, mas sendo o elemento principal uma grande bola de led que ficou todo o tempo no centro do gramado.

A bola tinha “vida”, uma vez que projetava uma imensa variedade de imagens, como várias bolas de futebol coloridas, a bandeira dos países participantes da Copa, entre outras coisas. Às 15h32, a bandeira do Brasil foi levada por algumas pessoas até o meio do campo, e então a bola gigante se abriu.

Dela, saiu a cantora Claudia Leitte, que interpretou uma parte da música Aquarela do Brasil. Minutos depois, surgiram da mesma bola o rapper Pitbull e a também cantora Jennifer Lopez, que se juntaram a brasileira na condução do show.

Mesmo com os artistas cantando e dançando na bola gigante, o público muito mais assistia que se empolgava. Apenas uma minoria cantava junto e ensaiava alguns passos, enquanto a maioria seguia sentada, imóvel, ou até em pé, mas sem esboçar nenhuma reação de festa.

Programada para durar 25 minutos, a cerimônia inicial da Copa atrasou em três minutos no final – começou exatamente às 15h15 e terminou às 15h43.

ESPN Esportes